Você está visualizando atualmente Como tratar a ansiedade e depressão

Como tratar a ansiedade e depressão

Atualmente, o Brasil lidera o ranking mundial de ansiedade e depressão, com uma grande parte da população sofrendo de ambas as doenças.

A estimativa da Organização Mundial da Saúde é que um a cada cinco brasileiros enfrenta ou enfrentará a depressão ao longo da sua vida, o que configura cerca de 20% da população.

Mas as duas doenças podem ocorrer juntas? 

A resposta mais simples e direta é sim, mas ao longo do artigo vou detalhar como isso pode acontecer. 

Embora pareçam completamente opostos – a ansiedade nos deixa nervosos e agitados, enquanto a depressão nos sobrecarrega na maioria das vezes e nos torna seres mais calmos – a verdade é que os dois podem se unir.

Vamos compreender abaixo o porquê disso acontecer, primeiramente definindo o que é ansiedade e depressão. Continue a leitura!

O que é ansiedade e depressão?

Mesmo a ansiedade e a depressão surgindo juntas, elas são basicamente o oposto uma da outra, vamos entender:

  • Ansiedade

O medo é uma emoção que nos deixa alertas e nos dá um senso de urgência para buscar a resolução de tarefas inacabadas, situações não resolvidas e outros processos que precisam ser concluídos. 

Por um lado, é um grande aliado, pois nos impulsiona para uma vida pessoal e profissional estável e satisfatória. O problema é quando o medo se torna mais do que um sentimento.

Os transtornos de ansiedade, que podem até produzir algumas fobias, acabam tendo o efeito oposto – em vez de nos comover, eles nos paralisam.

A ansiedade excessiva gera nervosismo, preocupação excessiva, dificuldade de concentração, um forte foco nos problemas em vez de soluções, entre outras características que impossibilitam uma vida saudável. É quando o tratamento profissional deve ser procurado.

  • Depressão

Ao contrário da ansiedade, que muitas vezes pode nos manter em movimento, a depressão nunca é positiva. Isso nos traz para baixo (tecnicamente chamado humor deprimido), causa perda de interesse em atividades que antes eram agradáveis ​​e causa sonolência, tristeza e outros sentimentos negativos.

Em níveis mais avançados, o transtorno depressivo pode tornar uma pessoa incapacitada, o que requer cuidados psicológicos ou psiquiátricos profissionais. Muitas vezes ocorre com o transtorno de ansiedade generalizada, que pode ser duplamente perigoso.

Como controlar e tratar a ansiedade e a depressão

Há casos em que a ansiedade também pode se manifestar como parte de uma doença depressiva. Nesses casos, é necessário distinguir as condições que caracterizam os transtornos de ansiedade e aquelas situações em que ele ocorre como sintoma de depressão.

Por isso, costuma-se dizer que os dois andam de mãos dadas. Quando a intensidade do quadro é muito alta, é hora de procurar ajuda profissional para que o diagnóstico e o tratamento sejam devidamente indicados.

Confira algumas dicas para tratar a ansiedade e depressão:

  1. Sempre fale sobre seus sentimentos e emoções

Dizer às pessoas em quem você confia, como amigos e familiares, como você está se sentindo é a chave para melhorar. Embora a doença mental ainda seja um grande tabu, principalmente no Brasil, não há cura sem estar aberto ao compartilhamento de sentimentos. Se não tiver com quem se abrir, pode sempre procurar apoio psicológico.

  1. Mantenha sua respiração sob controle

O cérebro precisa de oxigênio, especialmente ao lidar com a ansiedade. Em casos mais graves, a respiração torna-se trabalhosa, impedindo que o órgão receba a quantidade ideal de oxigênio para responder adequadamente às situações. A dica é respirar profunda e lentamente pelo nariz. Conte até três e solte o ar repetindo o processo algumas vezes.

  1. Foque no presente

O medo nos leva a antecipar problemas e situações futuras, coisas que ainda nem aconteceram e já estão nos preocupando. Isso pode nos deixar deprimidos enquanto imaginamos o pior cenário. No entanto, é importante se concentrar no presente e no que você pode fazer agora para evitar que coisas ruins aconteçam.

  1. Busque ser mais saudável

Exercício físico regular, boa alimentação e sono, equilíbrio entre trabalho e compromissos sociais e um pouco de tempo para si mesmo podem fazer maravilhas pela saúde mental.

  1. Sempre busque ajuda

Nos casos em que os sentimentos de ansiedade e depressão já estão presentes em grande intensidade, é imprescindível buscar ajuda profissional. Caso contrário, eles apenas tendem a ganhar peso. Você não precisa sofrer sozinho e a melhora é possível! Mas é preciso buscar esse apoio.

Por que é importante tratar a ansiedade e depressão?

Dar o primeiro passo em direção ao tratamento direcionado à depressão e ansiedade nem sempre é fácil, dado o estigma que muitas pessoas ainda vêem em torno dos problemas de saúde mental. No entanto, a coragem de buscar apoio é extremamente importante. Essa é a maior prova de amor próprio e autoconhecimento que qualquer um pode se dar!

A ansiedade e depressão afetam milhões de pessoas em todo o mundo, e em um momento de isolamento social entre a população, isso tende a aumentar. Ainda assim, falamos sobre distúrbios que podem ser tratados – não há necessidade de prolongar o sofrimento.

Se você precisa de ajuda para destacar o seu serviço veja como nossa equipe pode te ajudar, entre em contato. 

Nos acompanhe também no Instagram para ficar por dentro de todas as notícias.

Deixe um comentário

plugins premium WordPress

Quer falar com um de nossos consultores agora mesmo pelo WhatsApp?

🟢 Estamos Online

RECEBA UMA análise gratuita do marketing da sua empresa