Você está visualizando atualmente Plano de marketing: passo a passo para iniciar o seu

Plano de marketing: passo a passo para iniciar o seu

Ter uma boa estratégia para conseguir clientes frequentemente é fundamental em qualquer negócio, para te ajudar nisso, nesse artigo vou te mostrar o passo a passo para iniciar o seu plano de marketing jurídico.

Com esse plano você terá uma boa estrutura de captação de clientes que poderá deixar rodando e se concentrar em aumentar o seu conhecimento na área jurídica, afinal não vai precisar mais ficar gastando energia com esforços descoordenados para conseguir clientes.

Então, se marketing é uma coisa que você sabe que precisa, mas não sabe como usar a seu favor, vem comigo nesse artigo que vamos te ajudar nisso!

Comportamento nas redes sociais

Antes de começar a falar do plano de marketing propriamente dito, é importante destacar que a principal esfera do marketing que mostraremos aqui é a do marketing digital (pelo baixo custo e alto potencial de retorno).

Portanto, lembre-se que será necessário algumas vezes adaptar a linguagem usadas em sua comunicação para alcançar o resultado que deseja. Temos um artigo aqui que fala exatamente sobre isso (Termos jurídicos devem ser usados nas estratégias de marketing para advogados?).

Sugiro que você dê uma olhada.

Isso é importante porque uma linguagem que não consegue se conectar com quem está recebendo a mensagem, pode levar seu plano todo a perder.

Confira nosso blog para ver mais dicas sobre marketing digital.

Plano de Marketing Jurídico: Passo 1 – Fontes de tráfego.

O tráfego é basicamente a chegada de pessoas até você. Quando pessoas vêm até seu WhatsApp através de uma rede social, por exemplo, dizemos que a rede social foi a fonte do tráfego.

O primeiro passo é você definir quais serão as plataformas que você usará como fonte de tráfego.

Facebook/Instagram

No Instagram você consegue alcançar pessoas mais ou menos segmentadas por localização. Por exemplo, se você quer pessoas apenas de São Paulo vendo seus posts, você pode colocar hashtags como #sãopaulo, #sp, etc.

Assim você poderá de uma certa forma tentar segmentar seu público orgânico por região. No entanto, há uma alternativa, com anúncios pagos onde você segmenta por região de forma mais eficaz.

YouTube

No Youtube você vai conseguir um público bem misto quanto a regiões, então é mais interessante se você deseja vender algo online, ou prestar seu serviço de alguma forma online.

Mas, assim como no Facebook e Instagram, você consegue certa segmentação quando usa os anúncios pago da plataforma. Então, dependendo se você vai preferir trabalhar com formas orgânicas ou pagas, o YouTube pode ser interessante, sim.

Site/Google

Receber tráfego através de sites seus também não tem tanta segmentação por região, a não ser que você use anúncios, também. Basicamente esse tráfego acontece você criando artigos como esse que você está lendo.

Então, quando alguém pesquisa sobre o assunto no Google, seu artigo aparece.

Linkedin

Existe também uma rede social bem mais focada na área profissional, ela é o Linkedin. Dada a formalidade de seriedade que algumas vezes o marketing jurídico toma, é muito importante que você esteja presente aqui.

Plano de Marketing Jurídico: Passo 2 – Pesquisa de conteúdo

Agora que você já escolheu as plataformas que vai usar em sua estratégia de marketing jurídico, é hora de traçar o seu conteúdo.

Esse passo trata-se basicamente de você fazer uma lista do que você vai postar. Lembrando que é fundamental que você publique coisas que ajudem sua audiência, para gerar a reciprocidade, que ajudará depois, para o seu público contratar seus serviços.

Faça uma pesquisa de temas interessantes e que realmente vai ajudar as pessoas, com essa pesquisa escreva pelo menos 60 temas (o suficiente para 60 dias). Sendo essa quantidade, saiba que 15 dias antes de acabar essa lista de 60 temas você deve fazer isso novamente, para manter tudo preparado.

Plano de Marketing Jurídico: Passo 3 – Estratégia de venda

Com os temas dos conteúdos prontos, à medida que você for publicando, será necessário também fazer conteúdos específicos para levar o leitor indiretamente a procurar seus serviços.

Segundo a OAB não é permitido fazer ofertas diretas em publicações como essas, portanto você deve traçar um plano com esses conteúdos mais “quentes” para levar seu público a um maior desejo de buscar seus serviços.

Plano de Marketing Jurídico: Passo 4 – Pós-atendimento

Por fim, é necessário que você pense a respeito da experiência do seu cliente depois que ele tiver recebido os seus serviços.

Esse passo começa em algo como uma avaliação de o que o cliente achou da forma como o processo foi conduzido, etc. Pense em formas de fazer isso, pois será necessário ter esse retorno, de alguma forma, para ser possível ver onde e o que pode ser melhorado.

Além disso, é interessante, de alguma forma garantir que esse cliente tenha o seu contato e lembre de você para talvez buscar seus serviços novamente no futuro.

Ação!

Agora é hora de colocar em prática o plano de marketing e continuar buscando informações.

Esse guia é apenas o começo, se precisar de ajuda em algo entre em contato conosco, ou deixe uma mensagem nos comentários!

Até a próxima!

Acompanhe nossas redes sociais para ficar por dentro das nossas dicas.

Deixe um comentário

plugins premium WordPress

Quer falar com um de nossos consultores agora mesmo pelo WhatsApp?

🟢 Estamos Online

RECEBA UMA análise gratuita do marketing da sua empresa