Você está visualizando atualmente 5 coisas que você não aprende na faculdade de psicologia

5 coisas que você não aprende na faculdade de psicologia

Vamos para a Faculdade de Psicologia com expectativas muito altas e o sonho de sair como profissionais graduados. Mais do que uma licenciatura, uma licenciatura significa conhecimento e experiência para exercer plenamente a nossa profissão. Ou pelo menos deveria. 

Na verdade, depois de nos formar na faculdade, descobrimos que isso não nos ensinou algumas coisas cruciais para sermos profissionais de sucesso.

Na psicologia, há um contraste entre o que esperamos da faculdade e o que queremos da faculdade. o que ele entrega. Isso faz muita gente desistir. Por volta do 4º semestre vem o mal e você se pergunta se está no lugar certo, por que não escolheu outro curso.

Com isso, listamos algumas coisas que a faculdade de psicologia não te ensina, para te preparar para o mundo pós-faculdade.

Confira!

Coisas que você não aprende na faculdade de psicologia

  1. Como atrair pacientes

Seu consultório também é um negócio, e para ter sucesso é importante que as pessoas saibam que ele existe. É por isso que todo psicólogo deve aplicar o marketing. 

Embora o Código de Ética da Psicologia estabeleça regras para a distribuição de serviços psicológicos, ainda existem milhares de oportunidades para um marketing eficiente e responsável.

  1. Como administrar seu tempo como psicólogo

Como diz o ditado: tempo é dinheiro. Habilidades de planejamento e gerenciamento de tempo podem trazer mais retornos financeiros. Além disso, psicólogos que administram seu tempo procrastinam menos, produzem mais, têm melhor relacionamento com seus pacientes e aumentam o bem-estar pessoal. 

É hora de abordar adequadamente esta questão dentro da faculdade, que não é apenas pedir prazos apertados.

  1. Cuidados com o Dinheiro

Por melhor que seja nosso ofício, para ter sucesso financeiro e ficar sem dívidas, é imperativo conhecer o truque do PAC, que é: Pague as contas! Os fundamentos financeiros garantem que você não caia no vermelho. Iniciar uma prática significa lidar com dinheiro diariamente. É necessário fazer o fluxo de caixa, lidar com a contabilidade, impostos e taxas para consultas.

  1. Como estruturar o seu consultório

O ideal seria que os psicólogos saíssem da faculdade de psicologia sabendo como montar adequadamente um ambiente terapêutico, fazer contato com os primeiros pacientes, manter registros, fazer encaminhamentos, encerrar sessões, entre outras coisas. No entanto, a grande maioria dos psicólogos chega ao mercado sem saber nada e precisa aprender tudo por conta própria.

  1. Como ser o diferencial no meio da psicologia

É importante conhecer os grandes pensadores acadêmicos e suas descobertas nas áreas teóricas. Mas não adianta focar apenas no passado quando há tantas possibilidades no futuro. E não estou falando apenas de novas descobertas acadêmicas, mas de formas inovadoras de fazer nosso trabalho. Hoje existem serviços online, aplicativos, tecnologia, internet e todo um novo universo digital para explorar. Sempre há espaço para inovação e a faculdade de psicologia deve nos lembrar disso!

  1. Estudar psicologia não é apenas ser terapeuta

Muitos que estão interessados ​​em psicologia tendem a pensar que a psicologia é sobre ser um terapeuta, ter um consultório, trabalhar em uma clínica.

Psicologia é o estudo da mente (ou da mente) e do comportamento humano. conhecimento torna-se utilizável. Em muitos aspectos, a terapia é apenas uma delas.

Recursos humanos é atualmente uma das alternativas, assim como pesquisa, diagnóstico psicológico, ensino (afinal, o curso precisa de professores) etc.

  1. Existem diferentes abordagens na psicologia

As teorias psicológicas têm sido descritas de diferentes formas desde o seu surgimento, as mais conhecidas são: psicanálise e teoria comportamental (famoso behaviorismo), mas também temos humanísticas, sociais, pedagógicas, organizacionais, etc.

Mas isso pode muito bem seja, você sabe, que isso aumenta muito suas chances de encontrar seu lugar no curso, especialmente se você estiver preocupado com alguns estereótipos.

  1. Psicologia não é apenas “ajudar” outras pessoas

Quando você entra em uma especialização como a psicologia com essa ideia, pode ficar frustrado muito rapidamente. Com isso em mente, recomendamos que os alunos aprofundem sua compreensão do curso e busquem conhecer suas abordagens e currículo. Isso não é para desencorajar ou desencorajar os alunos.

Pelo contrário, nosso objetivo é fazer com que as pessoas entendam que a psicologia é muito mais complexa e interessante do que você pensa. 

Embora, obviamente, uma das funções da profissão seja tratar e ajudar pessoas em conflitos mentais e emocionais, seu objetivo é compreender fenômenos psíquicos e ações humanas. E isso pode ter mais a ver com um objetivo científico do que um mero ato de generosidade.

Ninguém já nasce sabendo de tudo

Finalmente, deve-se notar que o treinamento não leva cinco anos para nada. A psicologia é um campo complexo que exige anos de dedicação, estudo e trabalho com inteligência emocional. 

Por isso, os alunos são treinados tanto durante a fase preparatória em sala de aula quanto durante os estágios, onde têm contato experimental com os primeiros pacientes. 

O início nem sempre é fácil, mas com o tempo os alunos ganham experiência e podem aplicar os conhecimentos de forma mais concisa. É importante não desistir dos sonhos e contar com a formação contínua. 

Se você precisa de ajuda para destacar o seu serviço veja como nossa equipe pode te ajudar, entre em contato. 

Nos acompanhe também no Instagram para ficar por dentro de todas as notícias.

Deixe um comentário

plugins premium WordPress

Quer falar com um de nossos consultores agora mesmo pelo WhatsApp?

🟢 Estamos Online

RECEBA UMA análise gratuita do marketing da sua empresa