Como fazer identidade visual e o cartão de visita do advogado moderno?<span class="wtr-time-wrap after-title"><span class="wtr-time-number">8</span> min. de leitura</span>
Gostou? Compartilhe essa dica com seus amigos!
Como fazer identidade visual e o cartão de visita do advogado moderno?8 min. de leitura
5 (100%) 1 votos

Independente do segmento de atuação, qualquer empresa que preza em demonstrar profissionalismo perante seus clientes, tem uma preocupação constante para definição da identidade visual. Escritórios de advocacia não são diferentes, através da nossa experiência com criação de identidade visual para dezenas de escritórios de advocacia, elaboramos algumas dicas rápidas para te ajudar no momento da criação de identidade visual para advocacia.

Para que serve identidade visual?

Além da criação de logotipo da advocacia que falamos na nossa última postagem, o próximo fator determinante para uma exposição correta da advocacia, seja pessoalmente, através de materiais gráficos ou pela internet através do site da sua advocacia é a padronização de uma identidade visual profissional para sua advocacia. A identidade visual é a sua marca exposta de uma forma mais profunda, é a afirmação eficiente dos valores e princípios que a sua advocacia deseja transmitir. E para que esses valores sejam transmitidos de forma coerente é preciso que o mesmo padrão seja associado a todos os materiais desenvolvidos. Desde a papelaria até o website. A definição correta da sua identidade visual será o ponto de partida para o sucesso dos objetivos que você deseja alcançar, seja a fidelização dos seus clientes ou a conquista de novos clientes. Sempre seguindo o Código de Ética da OAB. É pensando nisso que nossa equipe ajuda diariamente diversos advogados e escritórios de advocacia. Confira abaixo o passo a passo que seguimos para criação da identidade visual de diversos escritórios de advocacia.

1 – Briefing

A primeira etapa de criação de identidade visual para advocacia é a definição de um briefing completo. Um briefing é o conjunto de informações que coletamos junto aos advogados para entender melhor quais objetivos e ideias que a advocacia deseja transmitir com o projeto. Nessa etapa também solicitamos aos clientes algumas marcas como referência, buscando entender o que lhe agrada naquelas identidades. Assim, todas as informações são enviadas para nossa equipe de desenvolvimento para criação da sua identidade visual.

2 – Pesquisa

Com o briefing em mãos, o designer responsável pela criação da identidade visual da advocacia vai realizar uma pesquisa sobre símbolos, tipografia e também as referências coletadas junto ao cliente. Também faz parte desse processo realizar uma pesquisa do posicionamento e marca dos concorrentes, normalmente o próprio cliente informa quais escritórios de advocacia estão realizando um trabalho e posicionamento de marca relevante.

3 – Rascunho ou Conceito

Nesta fase, a equipe de desenvolvimento vai para a prática, elaborando diversas ideias e colocando no papel (ou Illustrator) para conseguir chegar a um conceito. Realizamos diversos testes de posicionamento de símbolo da advocacia, escolha ideal de fontes, cores, etc. Normalmente enviamos aos advogados as 3 opções de logomarca que estão mais alinhadas com o briefing e pesquisa.

4 – Definição do Logotipo

No processo de definição da logomarca da advocacia, discutimos com o cliente qual das 3 opções que mais lhe agradou. Sempre é necessário um ou outro ajuste até chegar na versão final do logotipo. Estamos acostumados com os pedidos diversos de alteração e a pessoa responsável pelo atendimento estará sempre à disposição para entender esses pedidos e transmitir para o designer.

5 – Padronização dos Materiais de Papelaria

Com o logotipo da sua advocacia definido, a próxima etapa é solicitar a equipe de desenvolvimento a padronização dos demais materiais de papelaria. Um escritório de advocacia que possui todos os materiais padronizados transmite muito mais profissionalismo do que um advogado não o faz. Nessa etapa é necessário criar a arte de todos os materiais seguindo o mesmo padrão de layout, cores e a marca definida. Esses padrões serão aplicados na prática na arte para cartão de visita, do papel timbrado, do bloco de anotações, pastas, canetas e chaveiros. Tudo que o cliente vai receber de materiais da sua advocacia e pode associar a sua marca.

Conclusão

Aqui informamos alguns passos necessários no momento da criação da identidade visual para sua advocacia. Essas etapas são utilizadas por nós em todos os processos de criação de identidade visual.
E se você ainda não possui uma identidade visual padronizada para sua advocacia, ou já possui mas deseja conhecer algumas ideias para modernização, conheça a solução que desenvolvemos especificamente para advogados e escritórios de advocacia.

Desejo ter esclarecido como funciona esse processo de criação de identidade visual para advocacia. E se por acaso surgiu alguma dúvida, não deixe de escrever na caixa de comentários logo abaixo dessa postagem.

Deixe uma resposta